Política


CIC pede para a prefeitura pagar o "Auxilio Comerciante"

"Subvenção Econômica" seria por um prazo de até três meses ao comercio e serviços que não são essenciais
09/03/2021 Portal Adesso

     Na tarde desta segunda-feira (08), a direção da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Garibaldi - CIC, juntamente com representantes da Câmara do Dirigente Lojista - CDL, estiveram reunidos com o prefeito Alex Carniel e o vice-prefeito Sérgio Chesini para solicitar que o município de Garibaldi auxilie financeiramente comercio e serviços que não são enquadrados como essenciais. 

    A título de "subvenção econômica", a entidade sugere que a prefeitura pague até 50% do valor do aluguel a todos os prestadores de serviços e comerciantes estabelecidos em Garibaldi que devido a Bandeira Preta, não puderam funcionar.  O valor seria limitado e R$ 1000,00 por mês. 

     Eles também pediram para que o benefício seja estendido a empresas que empreguem no mínimo um funcionário.  Os representantes da CIC /CDL  também entregaram modelos de projetos de lei similares já implementados em algumas cidades.

    Até o momento, o prefeito Alex Carniel não se pronunciou sobre o assunto, apenas afirmou durante a reunião que vai avaliar a situação. 

     Porém, na cidade muitas pessoas estão questionando o benefício e são contrários à proposta. Morador do bairro Chácaras, Antônio Jorge questionou o pedido da CIC de Garibaldi: "Quantas pessoas ficaram desempregadas durante a pandemia e não tem dinheiro para pagar o aluguel. A prefeitura vai pagar 50% do aluguel destas famílias também? Todo mundo está em dificuldade e não é justo o município auxiliar apenas uma classe", disse o morador que atualmente está desempregado. 

     Para qualquer tipo de auxílio, é necessário que seja feito um projeto de Lei e também a aprovação da Câmara Municipal de Vereadores. 

MAIS NOTÍCIAS