Polícia


Padrasto é suspeito de matar adolescente de 13 anos em Bom Princípio

Desaparecido após o crime, ele teria estuprado e estrangulado a enteada às margens do arroio Forromeco
05/04/2021 Jornal Fato Novo
Anterior Próximo

     A Polícia Civil apura o caso da morte de uma adolescente de 13 anos ocorrido na tarde do último domingo em Bom Princípio, na região do Vale do Caí. O corpo foi localizado em um matagal às margens do arroio Forromeco, perto da ERS 122, durante as buscas realizadas pelo Corpo de Bombeiros Voluntários na área.

     A investigação é realizada pela equipe da DP de Bom Princípio, sob comando do delegado Marcos Eduardo Pepe. A ocorrência mobilizou ainda a Brigada Militar e o Comando Rodoviário da BM. O principal suspeito do crime é o padrasto da vítima, de 35 anos, que desapareceu e não foi encontrado até o momento.

     Um Fiat Uno Mille Fire, de cor branca, usado pelo indivíduo foi encontrado na Estação Rodoviária de Montenegro, após ser abandonado pelo condutor. O veículo foi encaminhado para o Instituto-Geral de Perícias (IGP). O IGP ainda irá verificar se a vítima foi estuprada e estrangulada.

     A Brigada Militar e a Polícia Civil buscam fazer o roteiro da fuga do suspeito para tentar localizá-lo. O indivíduo, que teve um relacionamento com a mãe da vítima, tem 35 anos. Segundo a Polícia, ele tem antecedentes policiais por outros dois crimes sexuais. É natural de Tenente Portela, no noroeste do Estado. Seu nome não foi divulgado pela Polícia. Desde o ano passado, quando entrou em vigor a lei de abuso de autoridade, nomes e fotos de acusados deixaram de ser divulgados. Mas fotos do suspeito circulam pelas redes sociais. Chegaram a circular também áudios e postagens de que o suspeito estaria na Feliz, onde teria ocorrido uma tentativa de suicídio na RS 452. Mas depois se verificou que não se tratava do suspeito, mas sim de um homem que estava em surto e foi encaminhado ao hospital.

    O delegado de plantão na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, Paulo Ricardo Costa, confirma que o ex-companheiro da mãe da vítima é o principal suspeito. Ele inclusive teria feito contato com familiares e dito que teria feito uma “bobagem”. Também teria ligado para o quartel dos bombeiros de Bom Princípio às 14h13min informando que teria o corpo de uma menina junto ao arroio Forromeco, próximo da ponte baixa que liga a RS 122 com o Bom Fim Alto, perto da boate Roque Santeiro, dando a entender que ela teria sido vítima de afogamento. Os bombeiros localizaram o corpo, sem roupas e com sinais de estrangulamento e violência sexual.

     Segundo a Brigada Militar, a mãe da vítima, moradora do Morro Tico-Tico, em Bom Princípio, esteve no Pelotão em Bom Princípio, onde informou que sua filha tinha sido vítima de seqüestro. E confirmou que suspeito seria um indivíduo com quem ela (mãe da vítima) teve um relacionamento.

     Qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito pode ser passada para os telefones 190 ou 197.

MAIS NOTÍCIAS