Economia


Empresa de Bento Gonçalves é vendida por mais de meio bilhão

Startup desenvolve sistema de gestão e foi adquirida pela gigante Locaweb por R$ 524 milhões
23/04/2021 Portal Adesso - Fotos: divulgação

     Em 2008, o empreendedor de Bento Gonçalves, Antonio Nodari, teve uma ideia inovadora para auxiliar na estruturação e crescimento de empresas de diversos segmentos: a criação do Bling, um Sistema de Gestão Empresarial Integrado (ERP), que auxilia nos controles gerenciais de empresas, organizando estoques, emitindo notas e gerando relatórios. “O Bling, além disso, também tem integrações com marketplaces e plataformas para venda online, então o empreendedor pode controlar vendas e estoques para vender no Mercado Livre, Amazon, Magazine Luiza, Americanas, Shopee e muitos outros lugares”, explica o fundador da startup bento-gonçalvense.

     Ao longo dos anos, o Bling foi evoluindo e acrescendo novas funcionalidades e integrações. Nodari passou a contar com o sócio Sidney Zynger e com o Fundo Criatec II e gerou emprego para dezenas de jovens com também ideias inovadoras. Foi assim que a empresa, localizada na rua Olavo Bilac, no bairro Imigrante, chamou a atenção do mercado de tecnologia. “As grandes empresas têm pessoas que trabalham para monitorar o mercado e buscar oportunidades de negócios que possam ampliar suas capacidades e/ou agregar valor para a empresa e seus clientes. Assim, empresas como o Bling, que tem um produto bacana e que tem um bom crescimento, estão sempre recebendo propostas e sondagens”, ressalta Nodari.

     Após diversas tratativas, neste mês de abril o Bling fechou acordo com a Locaweb, empresa brasileira de hospedagem de sites, para ser adquirido pelo valor de R$524 milhões. Conforme o portal Startups, essa será a maior aquisição da Locaweb, superando a da plataforma de pagamentos recorrentes Vindi, em outubro de 2020. Essa também é a primeira aquisição da companhia no segmento de ERP.

     Para Nodari, a venda do Bling trará um futuro ainda mais brilhante e de grande crescimento à startup. “A empresa deve se manter em nossa cidade e gerar muito mais empregos qualificados e de alta tecnologia. Participar de um grupo empresarial grande dá um bom impulso, pois todo grupo pode trabalhar em conjunto para gerar oportunidades uns para os outros”, comenta.

     Ainda conforme o empresário, todos os processos para a venda do Bling já foram cumpridos e a negociação aguarda, agora, somente a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), “que deve acontecer nas próximas semanas”, revela

     No comunicado, a empresa informou ainda que, nos últimos doze meses, a base de clientes pagantes da Bling cresceu 62% e que a receita anual recorrente da companhia foi de R$ 60 milhões no período, um salto de 79%. Como parte da tese adotada pela Locaweb em suas aquisições, Antônio Nodari, fundador da Bling, seguirá como CEO da operação, assim como o time da companhia será mantido. Em relatório, o BTG Pactual ressalta o fato de a aquisição ter sido a maior realizada pela companhia até o momento e observa que, com a Bling, a Locaweb incorpora “a última peça da mandala” ao seu ecossistema.






MAIS NOTÍCIAS